Páginas

quinta-feira, junho 16, 2011

Messe

Em tons de vermelho tingem-se meus olhos,
Aprecio o rancor que me proporcionas,
Doce alvo de suas garras fatais.
Tento me distanciar uma vez mais.

Presa em ramos espinhentos e chorando copiosamente.
Por que me atinges tão brutalmente?
Em casa chegas, lugar que outrora chamei de lar,
Tiras-me minha família, tiras-me o sono,
Levas consigo tudo que me foi valioso.

Em panos brancos guardo teu sangue,
De sorriso aberto me lembro da lâmina ao cercear-lhe.
Não me tome como monstro,
Sou apenas o fruto daquilo que você semeou um dia.
Eis a sua colheita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.