Páginas

sábado, junho 18, 2011

Águas do lago.

Não sei a razão da qual sentimentos controvérsos sempre se apoderam de mim.
Me fiz de forte inúmeras vezes, mas por mais que o faça,
sinto-me mais uma a reconstar-me em teus ombros largos,
me chamas e vou,
não me difere das tantas outras que passaram pelos mesmos ombros,
que sentiram tuas mãos asperas...
Perdoei cada ato erronio teu, passei meus sentimentos para tras...
Busquei teus afagos, que não passavam de restos.
Me acrescentei a tua longa lista provocadora de decepção...
Mas não penses que não vou submergir de teu denso lago negro,
Mais longe hábito do que pode imaginar,
Em águas tão escuras,
Não cairei novamente...Jamais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.