Páginas

quinta-feira, maio 17, 2012

2006 - What Sarah Said - Death Cab for Cutie

Vídeo clipe de 2006 composto por Ben Gibbard. Video de Death Cab for Cutie.




Os movimentos da câmera alternando entre próxima e longe do casal, juntamente com a fotografia saturada do clipe, traz a tona a angústia e o desgaste da relação.
Em contraponto a intimidade na história é exposta com os tons de bege, realçando e prolongando a tez e os toques do casal.
A letra em inglês e sua tradução em português, a seguir.



What Sarah Said
And it came to me then that every plan
Is a tiny prayer to father time
As I stared at my shoes in the ICU
That reeked of piss and 409
And I rationed my breaths as I said to myself
That I'd already taken too much today
As each descending peak on the LCD
Took you a little farther away from me
Away from me


Amongst the vending machines and year-old magazines
In a place where we only say goodbye
It stung like a violent wind that our memories depend
On a faulty camera in our minds
And I knew that you were a truth I would rather lose
Than to have never lain beside at all
And I looked around at all the eyes on the ground
As the TV entertained itself


Cause there's no comfort in the waiting room
Just nervous pacers bracing for bad news
And then the nurse comes round and everyone lift their heads
But I'm thinking of what Sarah said
That love is watching someone die


So who's gonna watch you die?
-------------------------------------------------------------

O Que Sarah Disse
Percebi então que cada plano
É uma pequena prece para o tempo de Deus
Enquanto eu fiquei de pé na UTI
Que cheirava a mijo e 409
E eu controlei minha respiração enquanto disse pra mim mesmo
Que já tinha suportado demais por hoje
Enquanto os batimentos enfraqueciam no monitor
Te levavam um pouco mais longe de mim
Longe de mim


Entre as máquinas de venda e as revistas antigas
Num lugar onde só dizemos adeus
Por causa de um deslize violento, agora as memórias dependem
De uma câmera defeituosa em nossas mentes
E eu sei que você era uma verdade que eu preferiria perder
Do que nunca ter tido ao meu lado
E eu olhei para todos os olhos no chão
Enquanto a TV entretinha a si mesma


Porque não existe conforto numa sala de espera
Apenas passos nervosos esperando por más notícias
E então a enfermeira aparece e todos erguem a cabeça
Mas eu estou pensando sobre o que Sarah disse
Que amor é assistir alguém morrer


Então quem vai te assistir morrer?


2 comentários:

  1. Ela sempre com novidades ótimas, e no caso uma ótima musica com uma ótima letra, e sara disse: eu sei! eheheh

    ResponderExcluir
  2. kkk... Ainda bem que sabe o que vou dizer! O que vou dizer realmente!

    ResponderExcluir

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.