Páginas

sábado, fevereiro 18, 2012

...Ela queima...

    ...Corroí por dentro...
       ...Abre as feridas...
          ... e da fim aos sonhos...

Alterco

Recorres a quem na aflição?
Queres um dia perdão?

Não lhe incomoda o grande abismo carregado no peito?

Tuas lágrimas, elas cessaram do nada?

Respiras? Sente? Consciente?
Ou apenas mais um mero inocente?

A luz da lua

Brilha a lua
Luz intensa
Intensa lua
Intensa é a luz.
Brilha com dor.
Brilha lua
Luz intensa
Intensa lua.
Intensa é a dor.

terça-feira, fevereiro 14, 2012

Teias

Tece-me a teia branca
Em negro canto esconde-me
No rubro veneno da aranha
Em que a luz entrepõe-me.

Sede mais um a eclipsar-me.
Em tuas pinças, cheiro a morte.
Paralisada sob o invólucro,
Pereço uma vez mais.

sábado, fevereiro 11, 2012

Ray Charles - Lonely Avenue


Música escrita por Doc Pomus se tornando um hit na voz de Ray Charles em 1956.

"Now my room has got two windows
but the sunshine never comes Thru,
You know it's always dark and dreary
since i broke off, baby, With You!

I live on a lonely avenue,
My little girl wouldn't say, "i do".
Well, i feel so sad and blue
And it's all because of you.
I could cry, i could cry, i could cry,
I could die, i could die, i could die,
Because i live on a lonely avenue, lonely avenue.(...)"

"Agora meu quarto tem duas janelas
Mas a luz do sol nunca as atravessa,
Você sabe, é sempre triste e escuro
Desde que eu terminei, amor, com você!

Eu vivo em uma avenida solitária,
Minha pequena não diria, "eu aceito".
Bem, eu me sinto tão triste e deprimido
E é tudo por sua causa.
Eu choraria, eu choraria, eu choraria,
Eu morreria, eu morreria, eu morreria,
Porque eu vivo em uma avenida solitária, avenida solitária.(...)"
Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.