Páginas

domingo, novembro 27, 2011

2009 - HANGAR - Based On A True Story



Disco de 2009 Infallible.

"(...)Here I am in the dark
With my feelings and my scars
Here I am not alone
You are in the roots of my soul

And I always have much more to say
But the wind and the time will find
Some reason to explain my choices
I will take everything in this life(...)"

"(...)Aqui estou eu no escuro
Com os meus sentimentos e minhas cicatrizes
Aqui não estou sozinho
Você está na base da minha alma

E eu sempre tenho algo mais a dizer
Mas o vento e o tempo vão encontrar
Alguns motivos para explicar minhas escolhas
Eu vou aceitar tudo nessa vida(...)"

Para descontrair ...Simon's Cat in 'The Box'

Brindemos

Saúde!

Aos estadistas!

Aos torpes!

Aos estupradores!

Saúde!

Aos miseráveis sem alimento!

As familias morrendo!

Saúde!

Um brinde a imoralidade!

sexta-feira, novembro 25, 2011

Dúvidas

O que temes? Minha ausência, ou a presença?
Sentes algo deveras? Ou se acostumou a sentir apenas?
Te encanta me deixar em prantos decorrentes? Ou faz isso apenas pra sair da rotina em que vives?

Não mais tento me explicar, pois os motivos que tenho são vis aos teus olhos.

Serei eu também, motivo de tua comiseração?

terça-feira, novembro 15, 2011

Red Hot Chili Peppers - Under the bridge

Under the Bridge é um single da banda americana Red Hot Chili Peppers, contida no álbum Blood Sugar Sex Magik como faixa de número onze. Esta música foi lançada em 1991.

Ela foi escrita pelo vocalista Anthony Kiedis, e fala sobre sua relação com as drogas. A ponte mencionada na letra era um ponto dominado por traficantes, ela fica no centro da cidade de Los Angeles.

sábado, novembro 12, 2011

Estremecido

Há em tuas palavras, cada apelo meu.
Tua voz permanece alimentando-me os sonhos.

Em agonia, vejo-lhes acossando.

Observando-lhe jazida ao âmbito.

Veste-me com tua venda proditória.


Tú segues negando...
E eu acreditando.



quarta-feira, novembro 02, 2011

Terçar Ilusão

Em teus olhos estão palavras opostas ao que me diz.
Em teu toque, sinto a repulsa que tenta reprimir.
Quase posso ouvir as vozes que lhe sussurram,
E me pergunto todo dia, por que não estás mais feliz.

Tua voz a ferir-me de tempos em tempos.
O frio remorso já não me consome mais.

E então, desapego.

Permaneço estagnada.

E a mente perspicaz não entende,
Que em um tempo distante aparente,
Ali residia o refúgio de um lar.
Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.