Páginas

quarta-feira, outubro 03, 2012

Jugo



















Desfila o pagão em fogo encrustado de rubis.
Iluminado sonho diurno.
Caí como densa chuva.
Cega, inunda, gela.


Cativa, e bambeia as pernas.

Amarras e lâminas se completam com um sorriso gentil.
Um toque quente e o sabor de sangue preenchendo a boca.
Os gritos permanentes na garganta.
Olhos sem brilho.

Horas sem esperança.
Toma lhe a seiva das tenras plantas.
Enfim então, anda o atroz,
E cativa o inocente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.