Páginas

quinta-feira, dezembro 29, 2011

...Faúlhas...

A ponta da agulha
Desponta a pele pútrida
Aponta para o sul
Desaponta o velho tolo.

De ponta a ponta
Pela ponte adjacente,
A lua a céu poente.
Diz "olá" ao lobo contente.

Da ponta da agulha
O veneno escorre lentamente.

A velha com pés dormentes.

A lua a oeste, em poente.

Salve ao sol imponente!
Aí vem o sol nascente!

2 comentários:

  1. Muito linda tua poesia, adorei o teu espaço com certeza eu virei muitas e muitas vezes me deleitar com poesias deliciosas de se ler, também escrevo e se desejar de uma passadinha lá
    http://joselito-expressoesdaalma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Joselito, muito obrigada pela visita!
    Seja bem vindo sempre!
    Visitei teu blog, adorei teus escritos, creia, retornarei sempre lá também.

    ResponderExcluir

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.