Páginas

sexta-feira, novembro 16, 2012

Escóis...

Dentre sua flor,
Um esconderijo ressurge.
Segue-lhe manso.
Vem maciço e duro.

Segue-lhe a lança,
De gestos e ternura.
Solta o perfume no ar,
Vem dissolvendo o olhar.

De pó a chuva.
De água a barro.
De corte a sangue.
De ramo a favo.

Segue-lhe brando.
Resseca  o pranto.
Cega o encanto.
E despe-lhe o manto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.