Páginas

sexta-feira, julho 08, 2011

Noturna

Luzes ofuscantes ao longo da cidade.
Gritos e risos abafados ao som da melodia que escapa de alguns lares.
Euforia e medo ocultos pelo denso nevoeiro ao longe.

Raras estrelas escapam para se esticar no manto negro,
Um vento fraco a farfalhar o topo das árvores.
Alguns seres a andar na madrugada,
A pouca luz esconde suas faces.

A passo lento a noite vai se esvaindo,
Raios tímidos da alvorada começam a despontar a leste.
E ao chegar de mais uma manhã,
Percebo que nada mais me resta.

Enfim então, vou me recolher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
This work by Sara Müssnich is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License. O Plágio é crime e está previsto na lei N° 9610 sobre direitos autorais.